Perspectiva Jornalística

Portefólio Profissional

Movimento Estudantil

Posted by Patrícia Pereira em 09/11/2009

Velhas Lutas estudantis dos anos 90 regressam

MUTAD quer mudanças no Ensino Superior

Um grupo de jovens, durante as suas habituais conversas de café, começara a falar dos problemas que encontravam no ensino superior. Em Outubro de 2008 decidiram passar para a prática, formando de forma mais organizativa um movimento de estudantes.

A MUTAD é um grupo de pessoas que tem alguns pontos em comum em relação ao ensino superior. Desde logo foram divulgando as suas ideias e partilhando as suas opiniões, que desde cedo cativaram outros estudantes que se mostraram interessados em participar neste meio.

Segundo Luís Ribeiro, elemento do MUTAD, o principal objectivo deste movimento é “voltar aquelas velhas lutas do activismo estudantil dos anos 90, que surgiram contra as propinas e contra os problemas a nível académico. Nós queremos voltar a trazer os estudantes para a luta. E queremos de facto marcar uma posição do que nos queremos para o ensino. Que é maior apoio aos estudantes e maior presença e representatividade dos estudantes nos órgãos de decisão da UTAD”.

Este movimento quer mudanças no ensino e sabem que para o fazerem não podem estar de braços cruzados a espera que algo aconteça. Como tal, assumem responsabilidades e posições, onde, segundo o mesmo elemento, “é precisa haver a voz dos estudantes e onde é possível haver uma mudança nas questões concretas, nós assumimos essa responsabilidade”. Para isso, concorrem a todas as posições onde seja possível haver a voz dos estudantes, desde a integrarem-se na associação académica, comissões residentes e participarem nas Reuniões Gerais de Alunos (RGA).

Outra forma de divulgarem as suas ideias é através do seu Site que têm na internet, com os folhetos informativos e com iniciativas que organizam ao longo de todo o ano.

Joni Ledo, outro elemento da MUTAD, referiu que “o ensino superior deve ser totalmente público e achamos que este complô que existe entre a associação académica da UTAD e a reitoria, que em nada os distingue, esta a ser prejudicial para os estudantes”

Por essa razão, este movimento tem marcado a sua presença e mostrado o seu trabalho ao longo da sua existência. Que além de ser essencial para o ambiente do movimento traz com mais força os estudantes à luta. Temos como exemplo dos seus projectos cumpridos a abolição da garraiada, que aconteceu o ano passado com voto favorável para os estudantes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: