Perspectiva Jornalística

Portefólio Profissional

Alunas de C.C. da UTAD entrevistam Carlos Daniel-RTP1

Posted by Patrícia Pereira em 04/12/2009

Onde receberam bons conselhos para o futuro no jornalismo

Duas finalistas do curso de Ciências da Comunicação da Utad foram até aos Estúdios da Rtp1, em Vila Nova de Gaia, no dia três de Dezembro.
Esta visita teve como propósito a entrevista a um dos mais populares pivôs da televisão portuguesa, Carlos Daniel. Actualmente, apresenta para além do “Jornal da Tarde”, o “Trio de Ataque” na RTP-N, um dos mais vistos do canal.
Durante o inicio da tarde as alunas de comunicação aparentavam estar calmas e bem divertidas. Mas com o aproximar da hora da entrevista o nervosismo foi aumentando.
Segundo Elsa Ferreira, a quem ficou a cargo o trabalho de jornalista, esteve descontraída até faltar uma hora para a entrevista. “Há medida que vai chegando a hora estou a ficar mais nervosa e não sei, mas espero que corra bem. Mas estou um bocado nervosa e ansiosa”.
As finalistas foram bem recebidas no Estúdio e, desde logo, o jornalista Carlos Daniel tratou de as colocar à vontade. Pois segundo ele não valia a pena ficarmos nervosas “pois pagávamos o mesmo”.
A entrevista começou por volta das dezasseis horas, e durante esse tempo foi-se falando de como surgiu-lhe o gosto pelo jornalismo, o que mais gosta de fazer nessa profissão e como iniciou o seu caminho até à RTP.
Segundo Carlos Daniel o essencial para sermos bons profissionais é sermos cultos, sérios e devemos investir em tudo o que pudermos,” em adquirir conhecimento e em falar e escrever bem em português. Continuo a pensar que por muito falar inglês é decisivo, se soubermos espanhol óptimo, se soubermos alemão é magnífico, são mais umas armas que nós temos. Nós temos que contar bem as nossas histórias na nossa língua, que é normalmente nela que trabalhamos”.
No fim deste encontro fez uma “avaliação” da prestação da aluna Elsa Ferreira. Carlos Daniel disse que “descontado aquele pequeno nervosismo que é normal, mas que não impediu de que se percebesse as perguntas, e eu percebi-as todas. Diria que foi simpática (…) da forma como colocou as questões. Eu era capaz de ser mais mauzinho numa pergunta ou noutra”.
E assim terminou a tarde passada na Rtp, donde saíram animadas com a experiência vivida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: